domingo, 27 de novembro de 2011

Diafragma

O diafragma é uma parte da lente que limita o raio de luz que entra na câmara. Ela funciona como a íris do olho, abrindo ou fechando para permitir que entre mais ou menos luz conforme a necessidade.

Está aberto para o diafragma é o que é chamado de abertura do diafragma

A abertura do diafragma se mede em números f. O salto de um valor para o seguinte se chama passo.

A escala de números f típica é a seguinte, apesar de não mostrar todas as possibilidades, porque as diferentes etapas dependem do desenho da lente:


A relação entre os números f é que por cada passo a luminosidade se duplica ou se divide, se aumentar ou reduzir respectivamente. É fácil de associar os números com a abertura. A maneira mais fácil de lembrar é que um menor número f é a maior abertura e maior número f é o menor abertura. Como podes ver são conceitos inversos. 

Cada lente tem uma abertura de diafragma máxima. As objectivas com distância focal fixa a abertura máxima é fixa, para as objectivas de zoom a abertura máxima pode mudar à medida que a distância focal é variável ou pode ser fixa, dependendo do desenho da lente. A abertura de diafragma máxima vem indicada nas objectivas. Por fim vais entender o significam esses números. 



14-42mm 1:3,5-5,6 significa que a objectiva tem uma distância focal que varia entre 14 e 42mm. A sua distância focal mínima (14mm) tem uma abertura máxima de f3,5 e na sua distância focal máxima (42mm) tem uma abertura máxima de f5,6.

16-45mm 1:4 significa que a objectiva tem uma distância focal que varia entre os 16 e 45mm, em toda esta escala a abertura máxima é f4. 




sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Em bom português....


Em bom português será "Resevado" ou "Reservado"?... Esta placa pretendia indicar o parque de estacionamento de um restaurante.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Pia Batismal da Igreja Silva Escura Maia


sábado, 29 de outubro de 2011

Conheça a sua Máquina Fotográfica


Mais ou menos complexos, todas as câmaras têm os seguintes elementos mínimos. Cada um tem uma missão: 
  • O tema ou a cena é enquadrada e focada com um objectivo em uma extremidade, que direcciona os raios de luz em um sensor digital na outra extremidade. 
  • O sensor digital capta a imagem. 
  • Na objectiva, uma abertura variável do diafragma, limita o tamanho do raio de luz que penetra (abertura do diafragma) 
  • Entre o objectivo e o sensor existe também um obturador, que controla o tempo o sensor é exposto à luz (tempo de exposição) 
  • Para compor a cena , observarmos através de um visor electrónico ou através de um ecrã incorporado na própria câmara digital 
  • Para escolher o tempo de exposição carregue no botão disparador 
  • A imagem capturada pelo sensor é processada por um chip e armazenado num suporte de armazenamento digital (cartão de memória). 
  • Uma bateria alimenta todos os circuitos electrónicos durante todo o processo
  • Um fotómetro mede a luz projectada através da objectiva, para que a câmera possa calcular a exposição correcta 
Nas câmaras analógicas o funcionamento é muito similar. A principal diferença é que em vez haver sensor digital, existe uma película sensível à luz que regista as imagens.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O Arroz e as Pétalas de Rosa

Quando os noivos saem da igreja, após o casamento são surpreendidos por uma Chuva de Pétalas de Rosa e Arroz, embora muitas pessoas não saibam o seu significado.

A Chuva de Pétalas de Rosa, significa sensibilidade e respeito mutuo, o Arroz, significa felicidade e prosperidade.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Olhando o mar

Casamento

Casamento ou matrimónio é o vínculo estabelecido entre duas pessoas, mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade, cuja representação arquetípica é a coabitação, embora possa ser visto por muitos como um contrato.

Na maior parte das sociedades, só é reconhecido o casamento entre um homem e uma mulher, embora Portugal reconheça o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, tal como outros países no mundo (em Maio de 2009, a Holanda, a África do Sul, o Canadá, a Noruega, a Bélgica, a Espanha, a Suécia e alguns dos Estados dos EUA: Massachusetts, Connecticut, Iowa, Vermont, Maine e, em Junho de 2011, foi aprovado no Estado de Nova Iorque).

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Azeitona

A azeitona, também conhecida como oliva, é o fruto da oliveira (Olea europea), árvore predominantemente mediterrânica e que pode chegar até aos mil anos de longevidade.

Na oliveira, surge bem verde, depois, a casca adquire tons acinzentados e logo vira dourada. Em seguida, torna-se castanha e o próxima passo da metamorfose é ir ficando arroxeada e ir escurecendo até ficar preta. Quanto mais escura, constata-se que mais tempo ela ficou no pé.

Cerca de 25% de sua composição é azeite de oliva, que, como todos os óleos vegetais, não contém colesterol mas é rico em ácidos graxos insaturados, que são benéficos para aumentar os níveis do "bom colesterol" (HDL). Apesar de ser muito benéfica, a azeitona tem essa quantidade de gordura, o que a torna muito calórica. Por isso, nutricionistas recomendam beliscá-la moderadamente como aperitivo e experimentar acrescentá-la aos pratos de carnes, massas e saladas.

domingo, 6 de março de 2011

Mosquito // Melga

Mosquito e pernilongo são termos gerais para designar diversos insectos da subordem Nematocera, normalmente dando ênfase para a família Culicidae. Por constituirem uma nomenclatura vulgar, isso é, não tendo as regras da Nomenclatura científica, abarcam diversos taxons como os mosquitos-palha e os mosquitos-pólvora.

As fêmeas são também conhecidas como melgas ou tropeteiros, designações de carácter popular ou regional.


Como os outros membros da ordem Diptera, os mosquitos têm um par de asas e um par de halteres, que são modificações das asas posteriores usadas como órgãos de equilíbrio. Nos chamados mosquitos a probóscide (tromba) está adaptada para a sucção de líquidos como néctar, seiva ou sangue.

terça-feira, 1 de março de 2011

O Brilho de uma Arvore

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Reconciliação

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Agua descendo a Serra

Anoitecendo em Sabrosa

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Carinho

Carinho é um gesto afectivo entre duas criaturas que pode envolver contacto físico, ou palavras, ou um simples olhar. O carinho pode ocorrer entre indivíduos indiferentemente de sexo, cor, religião e nacionalidade, ocorrendo inclusive entre pessoas e animais.

sábado, 8 de janeiro de 2011

O mundo lá fora

Sol por Trás-Os-Montes e Alto Douro